JUÍZA É AFASTADA DO CARGO

Autor: Fabio E. Monteiro / BRNews tv 12/10/2016

Após apreender uma garota, então com 15 anos de idade, a polícia de Abaetetuba, no Pará, enviou ofício a juíza Clarice Maria de Andrade, solicitando "em caráter de urgência", a transferência da jovem. Mas, a juíza ignorou o pedido e só após 20 dias determinou a transferência. Nesse período, a jovem sofreu tortura, estupro e todo tipo de violência nas mãos de 30 detentos.

Embora o Conselho Nacional de Justiça - CNJ, tenha pedido a aposentadoria compulsória da servidora, o Supremo Tribunal Federal - STF, reviu a decisão e determinou o afastamento da magistrada por 2 anos e recebimento de salário baseado no tempo de serviço. Imaginem que o caso aconteceu em 2007 e somente agora, a decisão foi proferida.

Ficou barato.